Ventura

[Bliss – June Leeloo]

.

.

VENTURA
(Rita Costa)
.
Vi flores nascerem em pedras
quando não mais descia a rua,
levitando na sombra das nuvens,
muito tempo após
rodopiar entre borboletas.
Outra vez me vejo atenta…
sinto cheiro de terra molhada,
ouço a melodia da chuva
quando de encontro
ao parapeito e à janela.
Medito… no transparente voal,
fronteira insegura dos sentidos,
que frágil, balançando na brisa,
revela ao meu olhar o horizonte…
.
.
.

Favorite em:
Del.icio.usTechnoratiDiggSimpy

4 Respostas para “Ventura

  1. Lindos versos, parabéns!

  2. elisabetecunha2008

    “Vi flores nascerem em pedras”

    Rita

    Que coisa mais linda!!

    Porisso que adoro vc e o André!

    Falamos a mesma língua!

    beijosssssssssss

  3. Pefeito! Qualquer outra palavra vai estar “na fronteira insegura dos sentidos…” Bjs e inté!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s