Dionísio

['Roma, Via Dei Cappellari' - Ettore Roesler Franz]
.
.
DIONÍSIO
(André L. Soares – 22.07.06 – V. Velha/ES)
.
Não temo a loucura arriscada
que parece acompanhar tudo que é novo.
O que mais me assusta é a inércia da certeza,
que insiste em macular de tédio o amanhã,…
pelo extraordinário que inexiste
nas coisas seguras…
.
Quão insípidas são essas horas
todas já tão planejadas,
esses passos firmes, por estradas retas,
acinzentando o mundo com prévios resultados…
.
Sei que posso estar errado…
mas prefiro o inusitado
perigo das curvas.
.
.
.

11 Respostas para “Dionísio

  1. Lindo jeito de encaixar poesia na ilustração (ou seria ilustração na poesia?). Me deixou imaginando como foi o processo de criação.

    ^^

  2. Víctor González Solano

    Hola, desde Barranquilla, Colombia, te envío un caluroso saludo y mis felicitaciones por tu blog en especial por su contenido. Te invito muy cordialmente a que visites el mio donde están consignados mis poemas. Espero tu visita y tus valiosos comentarios. Igualmente autorizo, si lo deseas, la utilización de los poemas.

    http://www.mandalaspoemas.blogspot.com

    Un abrazo,

    Víctor González Solano

  3. Oi!
    Beleza cara?
    Nós temos parceria, eu sou do brwarez.wordpress (Made Warez in Brasil).
    Infelizmente tive problemas com meu outro blog, e gostaria de pedir que você me enviasse um e-mail, para que eu te passe meus dois novos links e pegar os seus, que eram muitos hehehe
    mwbrasil@gmail.com

    Grato
    [‘]

  4. Tudo certo cara =)
    Já coloquei todos os seus links nos dois blogs que tenho agora.
    Os meus links são:

    http://mwbrasil.wordpress.com/ [MW Brasil]
    http://mwbrasil.blogspot.com/ [Made Warez in Brasil]

    Grato pela sua compreensão.
    [‘]

  5. Bem… Fiquei fã.
    Adorei o poema.
    Nas curvas encontram-se as verdadeiras decisões e emoções.
    Parabéns

  6. Tenho lido seu trabalho com atenção e não posso dizer que gostei de pronto. Algo na sua poesia me parecia vaga, faltando uma lacuna. Todavia não posso dizer que sua poesia seja poesia, já que poeta que é poeta é poeta até qdo é poeta. E vc é poeta.

    Qto tento ser poeta não sou poeta. Qdo sou eu faço poesias e me descubro poeta. Confira:

    http://ideiadejerico.com/?cat=49

    André, um Jerico

  7. Lindo poema, lindo quadro. Adorei… Amo essas reflexões sobre o amanhã, as incertezas da vida, etc…

  8. por favor enviar pelo meu e-mail obrigada

  9. Poema muito bom! “O que mais me assusta é a inércia da certeza, que insiste em macular de tédio, o amanhã…” este trecho foi o que eu mais gostei. Parabéns pela poesia.

  10. esse poema seu e muito otimo

    Sei que posso estar errado…
    mas prefiro o inusitado
    perigo das curvas

    http://www.mundosubliminar.xpg.com.br

  11. Maria do carmo

    Oi eu queria um poema do Dionisío eu não sei se é o mesmo que passou por Casa Nova Bahia, mas se for eu peço por gentileza que me mande no meu e-mail os poemas do livro”Acaso” ou talvés eu poderia comprar novamente,pois eu perdi.bjos

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s